Home>Europa>Primeiras impressões de Amsterdã

Primeiras impressões de Amsterdã

Uma cidade bem estruturada, casas-barco, povo simpático e muitas, mas muitas bicicletas. Aliás, tantas que você tem que ter cuidado ao atravessar a rua e não ser atropelado por uma. Na faixa de pedestre, até o veículo leve sobre trilhos para. As bikes, nem sempre.

Parece brincadeira, mas não é. O pedestre tem que ter muito cuidado ao caminhar nas ciclovias da cidade. Apesar de Amsterdã ter até semáforo para as bikes, os ciclistas não costumam respeitar o sinal vermelho. Portanto, muito cuidado!

Já o trânsito em geral é tranquilo, a cidade tem muitas linhas de ônibus e veículo leve sobre trilhos  (ou o tram) que passam a todo instante e cortam a cidade inteira, além do metrô. Muita opções de locomoção.

Os moradores de Amsterdã costumam ser muito simpáticos. A mesma simpatia você encontra nos atendimentos em lojas e restaurantes. Costumo dizer que o holandês é o povo mais simpático da Europa. Dificilmente você será mal atendido por um holandês em algum comércio, não posso dizer o mesmo de donos de comércio de outras nacionalidades, mas isso você vai ver chegando lá. =)

Povo sempre em festa.

Hospedagem
Uma boa localização para ficar em Amsterdã é perto da praça Dam. É o centro da cidade, tem uma série de opções de museus e atividades perto, além de ser bem servido de transporte público.

Os hotéis são caros, principalmente nos finais de semana, quando as tarifas saltam por conta da badalação. Alemães e austríacos invadem a cidade para curtir os famosos coffees shops e boates. Mas, se caso você não tiver frescura e estiver viajando no estilo aventureiro, existem albergues muito baratos também próximos à praça Dam, muitos no estilo “trash”, mas se você vai só dormir na espelunca, vale esta opção.

Um dos lugares preferidos dos turistas, Praça dos Museus

Pedalando
Se vai a Amsterdã, nada melhor que entrar no clima do morador local, não? Pois você tem a opção de alugar uma bicicleta e cortar a cidade inteira, visitar os parques, parar nos bares, etc. Última vez, pelo que ouvi falar, lá tem em torno de 600 mil magrelas. A cidade plana ajuda muito na locomoção e acesso aos lugares de interesse. Vale a pena!

Para alugar uma bicicleta, você deve levar o passaporte e um cartão de crédito – esquema parecido com o aluguel de carro. Para ver preços do aluguel você pode optar pelos MacBike ou YellowBike. Se tiver com muita vontade de pedalar por lá, acesse o vídeo-guia clicando aqui, =)

Enquanto isso, em algum coffe shop da cidade…

 

Thiago Inter
Thiago Inter é jornalista de TV, já atuou em Assessoria de Comunicação, adora produzir documentários, fotografia e percorrer o mundo. Nascido em Brasília, DF, o jornalista já documentou muitas de suas andanças para ajudar outras pessoas. Para ele, uma aventura é sempre bem-vinda e a melhor viagem é a próxima, esperando sempre pelo próximo embarque.
http://www.proximoembarque.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *