Home>Brasil>O melhor do ecoturismo em Bonito-MS.

O melhor do ecoturismo em Bonito-MS.

Um dos principais destinos ecológicos do Brasil e também um lugar para quem busca aventura ou descanso. Bonito pode ser considerado uma mistura entre uma cidade do interior cercada de natureza e vida selvagem; ou um lugar para quem busca esportes radicais. (Foto: Udu, a ave símbolo de Bonito).

Nosso roteiro foi feito baseado em uma “lua de mel radical”. Sem perder o espírito viajante, resolvemos aproveitar o frio do mês de junho – faz 12º na região – com a baixa temporada e o que Bonito tinha a nos oferecer. Desde contemplações das grutas, até o maior rapel de plataforma do Brasil. Em nosso roteiro, resolvemos alugar um carro em Campo Grande e seguir pela estrada até Bonito. 

Lembrando que todos os passeios foram feitos por empresas certificadas pela prefeitura e os preços são tabelados, sendo assim, todas as operadoras cobram o mesmo preço. Vamos usar o valor da baixa temporada de 2015. Mas você pode pesquisar as agências e os passeios facilmente na Internet. Os valores também podem ser ajustados a cada semestre. Faça seus passeios com uma agência regulamentada, veja quais são clicando aqui.

Buraco das araras

Como alugamos um carro em Campo Grande e seguimos para Bonito, primeiramente visitamos o Buraco das Araras. Trata-se de uma fazenda que foi convertida em um templo para abrigar as aves. Lá elas se reproduzem e são estudadas respeitando seu habitat. Um trabalho muito importante e belo realizado pelo dono da propriedade que aproveitou a formação geológica para tentar salvar um pedaço da natureza. Preço: R$ 48,00.

Buraco das Araras

Chegando a Bonito, de Campo Grande

Alugamos um carro no aeroporto de Campo Grande. Há vários trajetos da capital sul-mato-grossense até Bonito. Um GPS garante uma viagem tranquila. A dica é pesquisar por trechos para evitar problemas de desvios mais longos ou estradas que não existem. Pesquise no GPS o trajeto Campo Grande – Terenos, Terenos – Aquidauana e Aquidauana – Bonito. Fizemos um leve “desvio” no trajeto para a cidade de Nioaque e Jardim, antes de chegar a Bonito. Assim, foi mais fácil conhecer o Buraco das Araras e economizar tempo. Na verdade, o trajeto Nioaque, Jardim e Bonito é uma segunda opção. Você pode passar por Nioaque, onde já foram descobertos várias ossadas de dinossauros e a entrada da cidade tem um monumento em homenagem a estes antigos habitantes. Há também alguns parques arqueológicos na cidade.

Centro da cidade 

É no centro de Bonito que se concentram os restaurantes, os hotéis e pousadas. São muitas opções e os preços, geralmente, são bem salgados. O destaque são os pratos típicos da região, os peixes pescados nos principais rios e o modo de preparo deles. Para quem gosta de turismo gastronômico, opção é o que não falta. Caminhar pela cidade é tranquilo, sendo assim, não há preocupação dos visitantes e moradores em caminhar à noite entre o hotel e o centro. Não há ônibus por lá, as opções que mais vemos são aluguel de carro ou bicicleta para se locomover. Para os passeios, as agências oferecem traslado. A dica é pesquisar para ver se o transporte oferecido pelas empresas fica mais caro que alugar um carro.

Praça do Centro da Cidade de Bonito

As grutas de Bonito 

Assim como no México, Bonito é cercado de diversas grutas formadas durante milhões de anos. São cavernas imensas, com interessantes formações rochosas e lagos naturais. Resolvemos visitar a gruta do Lago Azul. Um lago deslumbrante dentro de uma caverna que foi descoberta em 1924. Várias ossadas de animais pré-históricos foram achadas nesta gruta e a visão fica incrível quando o sol bate na água, tornando-a realmente azul. A entrada na Gruta do Lago Azul custa R$ 45,00.

Não tivemos tempo de ir a outros passeios deste tipo. Mas existem muitos outros, como a Gruta de São Miguel e o Abismo das Anhumas (que tem que ser feito por rapel na descida e na subida).


Um dia de aventura no Parque Boca da Onça 

Há dois tipos de passeio no parque. Você pode escolher ir sempre caminhando pelas trilhas – e são muitas, com muitas escadas – ou pode escolher subir um caminho de carro, descer de corda pelo maior rapel de plataforma do Brasil e seguir o resto da trilha a pé. Tudo depende da sua coragem com a altura e sua disposição. A caminhada é longa entre a natureza nativa da região e as muitas quedas d’água que existem por lá. Tudo muito belo e vale muito a pena. Custo com rapel: R$ 360,00. E o custo diminuiu caso opte somente pelo trajeto caminhando.

Rapel no Parque Boca da Onça
Umas das várias cachoeiras do Parque Boca da Onça.

Bote 

Se você gosta de navegar em rios e passar pelas corredeiras de bote, há algumas opções com este atrativo. São passeios no Porto da Ilha e no Rio Formoso que há opções em descer em grupo as corredeiras ou simplesmente flutuações pelas correntezas. Preço: R$99,00.

 

Cultura 

Nós recomendamos passar pelo Museu Casa da Memória Raída. Fica no centro de Bonito, na rua 29 de Maio. Lá você vai encontrar muita arte e cultura bonitense. As belíssimas histórias das capelas construídas pelo Sinhozinho, uma das lendas de Bonito, além de ouvir a História da criação do município. Vale a pena entrar e conversar com os donos do museu.

Personagem do folclore bonitense, o Sinhozinho era um curandeiro que caminhava por bonito ajudando as pessoas. Segundo a lenda, ele não falava e prendeu uma serpente em uma capela na cidade. Segundo o dito popular, se a serpente fugir da capela – acontece se a cruz cair – ela se liberta e a cidade é destruída. Para muitos, a História é uma metáfora que deve ser levada a sério. Já que Bonito sofre com a exploração feroz do Turismo. Como a base da cidade é feita de calcário, o risco de um acidente é eminente. Por isso não é permitido prédios altos e construções pesadas na região. Realidade ameaçada pelo interesse de construção de resorts por lá.

Algumas dicas essenciais

Segue algumas dicas passadas pela agência que nós contratamos.
– Em Bonito existem só 2 bancos, Banco do Brasil e Banco Bradesco;
– Devido a alto teor de calcário e magnésio na água em Bonito evite tomar água da torneira – tome água mineral.
– Levar roupa de banho, roupa extra e toalha em todos os passeios, exceto às Grutas;
– Nos passeios de flutuação não é permitido o uso de protetor, bronzeador solar ou repelente;
– Levar repelente e protetor solar no passeio de Bote no Rio Formoso;
– Uso de calça e tênis obrigatório no Abismo Anhumas
– Tênis ou papete antiderrapante obrigatório nos passeios: Boca da Onça, Estância Mimosa, Gruta do Lago Azul, Gruta de São Miguel;

Mapa de Bonito 

Oriente-se entre os principais atrativos da cidade e escolha o que fazer. Bom embarque!

Mini mapa de Bonito, clique para ampliar e salvar.


Curta o Próximo Embarque no Facebook: facebook.com/ProximoEmbarque

Thiago Inter
Thiago Inter é jornalista de TV, já atuou em Assessoria de Comunicação, adora produzir documentários, fotografia e percorrer o mundo. Nascido em Brasília, DF, o jornalista já documentou muitas de suas andanças para ajudar outras pessoas. Para ele, uma aventura é sempre bem-vinda e a melhor viagem é a próxima, esperando sempre pelo próximo embarque.
http://www.proximoembarque.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *