08/03/2016

Viajando de trem: de Bruxelas a Londres



Uma das melhores coisas a se fazer na Europa, na opinião deste viajante "amador-avançado" que escreve, é viajar de trem. Além disso, morrer de inveja da infraestutura que a Europa oferece aos seus cidadãos e turistas. É incrível a facilidade que se tem em atravessar o continente pelos trilhos. Fazer viagens entre os países e dividir estas experiências. Por isso, escolhemos partir de Bruxelas e ir até Londres de trem.



Pessoalmente, visitar Londres foi um dos maiores sonhos já realizados. Culturalmente, uma das experiências mais fascinantes que já tive. A ideia de cortar a Europa viajando praticamente todos os trechos de trem foi sensacional. Muita gente quer ganhar tempo fazendo isso de avião. Eu acho que, aventura mesmo, é viajar de trem. Você pode ficar perdido no Principado de Mônaco, andar um tempo pelas ruas de Milão, conhecer cidades que muita gente não conhece, além de se fascinar com imensidão de Toscana.

Por fim, é uma experiência que recomendo para quem gosta de conhecer e ver lugares. Partindo de Bruxelas para Londres não foi diferente. Primeiro que a viagem é curta, cerca de uma hora. O trem é de alta velocidade. Você compra o ticket de embarque na Internet ou em qualquer estação da Europa, nos guichês de atendimento da Eurostar. E sim, você pode comprar em Amsterdã uma passagem de Bruxelas para Londres, foi o que eu fiz. Você pode comprar nestes guichês em qualquer estação de trens na Europa inteira. Só planejar.

Estação de Bruxelas - Foto: RailEurope

Estação de Bruxelas - Foto: RailEurope
O trem sai da estação Brussel-Zuid (Bruxelas) e chega na St Pancras (Londres). Geralmente, para quem é brasileiro, a entrevista com a imigração já é feita na estação de Bruxelas, com um agente britânico. As perguntas são todas em Inglês e os agentes não costumam ser simpáticos. Eles querem que você prove que não está indo para morar lá, querem comprovantes de que você trabalha no seu país. Como sou jornalista, levei minha carteira internacional da profissão. Além disso, ele fará várias perguntas e tentar fazer você cair em uma suposta contradição. Por exemplo: quantos anos você está na empresa que trabalha, em seguida, depois de outras várias perguntas, ele questiona em que ano você foi empregado. Se não conferir, adeus e visto negado. Portanto, nada de mentiras para tentar valorizar seu passe. A vantagem é que, se você tiver seu visto negado para Londres em Bruxelas, o máximo que vai acontecer é você voltar e ficar pela cidade, visitar outras e mudar seu roteiro.

Estação Saint Pancras - Londres
A dica é: Leve seu cartão de embarque que prova sua volta ao Brasil, o comprovante de reserva do hotel que você vai ficar em Londres, uma boa quantia em Libras e alguns Euros também para mostrar que você estava passeando na Europa. Além de documento que comprove seu emprego no Brasil, de preferência em Inglês e, claro, o seguro de viagem.

A viagem é muito tranquila e rápida. Chegando em St Pancras, a estação tem linhas de metrô para qualquer lado da cidade, de fácil mobilidade. Mas tome cuidado, os metrôs da cidade são divididos por Zonas. Se você comprar passagem para a Zona 1 e 2 não poderá desembarcar na Zona 4. Se isso acontecer, você pagará multa por tentar burlar os sistema de bilhetagem. Cuidado! No mais, é só escolher seu destino e bater perna em Londres. 

Estação St Pancras - Londres
Dicas preciosas:
- A imigração é dura, pelo menos foi pra mim. O agente me fez dez perguntas, 5 para confirmar meu trabalho, quanto tempo estava na Europa e quando ia embora. Outras 5 para eu cair em contradição das 5 primeiras. Ou seja, não minta. Diga o que está fazendo, qual seu emprego, tempo certo de viagem, etc. Uma contradição e você volta pra Bruxelas.
- O melhor é estar com o inglês afiado, não vi tradutor por lá para facilitar a vida de brasileiros. Esteja com todos os documentos: passaporte, comprovante de emprego, reserva de hotel e passagens de volta. Se você não fala inglês, pode ser que tenha problemas. Isso aconteceu em 2010, não sei como estão nos dias atuais. Se alguém tiver notícias, fiquem à vontade nos nossos comentários.

Nós te ajudamos com esta postagem?
Então siga o Próximo Embarque nas Redes Sociais e ajude a divulgar o nosso trabalho compartilhando este conteúdo. 
Toda nossa obra é oferecida gratuitamente aos leitores que buscam auxílio diariamente.

[Facebook] [Instagram] [Twitter] [Youtube]

3 comentários:

  1. Vou fazer esse roteiro bruxellas a londres, não falo nada de inglês, será que terei problemas? to com medo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paloma, seguinte, quando eu fui em 2010 de trem tive muitas dificuldades com a imigração, mesmo falando inglês fluentemente. Tive que provar que trabalhava no Brasil, meu vínculo e passagens de saída. Mais uma série de perguntas que me fizeram, como quanto tempo ficaria, etc. Se vc for de avião de bruxelas a Londres, talvez tenha no aeroporto um tradutor, mas se for de trem, realmente não vi opção a nao ser falar em inglês. Não sei quanto está a passagem hoje de trem, mas existem sites da Eurostar e Eurotrem que te dão estas respostas com uma simples pesquisa. Boa viagem!

      Excluir

Copyright © 2014 Próximo Embarque | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top
UA-66365035-1